Vila Real situa-se entre as regiões do Minho e Grande Porto e a região de Bragança.

Integrado no maciço da serra do Marão encontra-se o Parque Natural do Alvão, que tem como imagem de marca a geologia, num cenário de montanhas e penedias, a convidar à contemplação, à escalada e aos passeios a pé. São o caso da espetacular queda de água das Fisgas do Ermelo e da “catedral de granito” do Arnal. Bem perto não perderá o tempo quem cumprir o monte Farinha a 1000 m de altitude, ostentando no topo a venerada Ermida de Nossa Senhora da Graça. As terras do Barroso – como é conhecida a zona de Montalegre e Boticas – merecem destaque pela sua polivalência nas áreas paisagísticas, históricas e culturais, com a curiosidade de terem registados 21 moinhos de água, com realce para o Moinho Comunitário de Cabril em Fafião e o Pisão em Paredes-do-Rio. 

São exemplos de referência para as aldeias desta região, como que perdidas no tempo, Pitões das Júnias em Montalegre com um antigo Mosteiro Cisterciense e uma monumental queda de água, Tourém que já foi espanhola, e Mouçós perto de Vila Real, com uma Igreja Matriz e Capela do século XV. O acervo do património edificado é vasto, sendo menção obrigatória o Palácio de Mateus em Vila Real, considerada a maior obra de Nicolau Nasoni.

Início do Escutismo

  • 1923

Centros e Campos Escutistas

  • Campo Escutista de Vila Marim
  • Centro de Atividades Escutista de Vila Cova – Campeã

Atividades Regionais

  • Abertura do Ano Escutista
  • Atividades de Secções
  • «Chama dos 90»: 48 horas a pé e de bicicleta com uma chama passando por todos os agrupamentos
  • Cenáculo Regional
Ultima atualização 12.12.2016 Visualizações 619
Voltar Partilhar