A Região de Coimbra, delimitada a nascente e sudeste, respetivamente, pela serra da Estrela e pelo rio Tejo, e ainda banhada a poente pelo oceano, é a terra dos mil
contrastes.

O rio Mondego, correndo por um formoso vale que atravessa Penacova, Coimbra e Montemor-o-Velho, espraia-se no final na Figueira da Foz. A serra do Açor encerra recantos únicos, com a aldeia de Piódão, onde nas suas vizinhanças poderá visitar a biológica Mata da Margaraça e as quedas de água da Fraga da Pena. Mais a noroeste encontra o rio Alva, detentor de locais como Coja e Avô, de cortar a respiração. A serra da Lousã encerra um tesouro que dá pelo nome de Aldeias do Xisto – rede de antigas aldeias recuperadas segundo os métodos e traçados originais. O incontornável Buçaco, detentor de uma mata de valor incalculável, onde se erguem as Capelinhas dos Passos e uma Via-Sacra que termina no miradouro da Cruz Alta.

Em Coimbra não faltam motivos: o Choupal, a Lapa dos Esteios, a Quinta das Lágrimas, o Penedo da Saudade e a emblemática cidade universitária que gira à volta da sua torre do século XVIII. Vale a pena ir à encosta norte de Santa Clara – na antiga estrada real –, ao Miradouro do Vale do Inferno, de onde se pode desfrutar de um dos mais espetaculares panoramas sobre a cidade do Mondego.

Início do Escutismo

  • 1926

Centros e Campos Escutistas

  • Parque Escutista da Praia do Palheirão
  • Campo Escola de Serpins
  • Campo Escola de Cernache
  • Campo Escola de Derreada Cimeira – Pedrógão G.
  • Centro Escutista Base Vive – Vila Verde
  • Centro de Mortágua

Atividades Regionais

  • ACAREG e ACANUC / District and Sub-district camps 
  • Dia de São Jorge / St. Jorge’s Day
  • Indaba / Leaders’ meeting
Ultima atualização 12.12.2016 Visualizações 986
Voltar Partilhar