São Jorge - Patrono Mundial do Escutismo
S. Jorge (séc. III-IV) é um dos mais conhecidos santos da Igreja, e a sua reputação continua viva, em especial no Oriente, mas também um pouco por todo o mundo. Não há quaisquer pormenores históricos exatos sobre a vida deste santo da Igreja, sabe-se, contudo, que o seu culto se espalhou rapidamente a partir da Palestina.

As lendas em torno desta figura insígne descrevem-no, geralmente, como cavaleiro da Capadócia (atual Turquia) que resgatou uma donzela de um dragão, gesto esse que levou ao batismo de milhares de pessoas. É de referir que o pormenor lendário sobre a existência de um “dragão” foi um acrescento medieval à lenda já existente sobre S. Jorge. Mais tarde, vítima da perseguição do Imperador Diocleciano (244-311 d.C.), terá sido torturado e decapitado devido à fé que sempre, e destemidamente, defendeu. O seu martírio é celebrado liturgicamente pela Igreja no dia 23 de abril.

São Jorge e o Escutismo
Persistem algumas dúvidas relativamente à origem da devoção a S. Jorge em Inglaterra, mas há dados que apontam no sentido de ter sido considerado protetor da Ordem da Jarreteira, já no reinado de Eduardo III, no século XIV.

Tendo o escutismo nascido em Inglaterra, Baden-Powell confiou, ao mesmo santo protetor, o movimento escutista mundial. Por isso, S. Jorge é o patrono mundial do escutismo, representando a unidade dos escuteiros do mundo inteiro e, simultaneamente, o desejo de uma vida fiel e corajosa no cumprimento da vontade de Deus. Atualmente S. Jorge é o patrono de Inglaterra, dos soldados e dos escuteiros, e há mesmo numerosas igrejas em todo o mundo a ele dedicadas.


Ultima atualização 08.09.2016 Visualizações 1173
Voltar Partilhar